Capela de Nossa Senhora Rainha da Paz & Santa Luzia

Praça Augusto Leite, n° 624, Tirol.

A partir de novembro de 1964, os padres redentoristas (Congregação do Santíssimo Redentor, fundada por Santo Afonso Maria de Ligório) iniciaram um trabalho de evangelização nas imediações da Praça Augusto Leite. 

Cada sábado, um sacerdote da Congregação celebrava a Santa Missa em alguma residência da vizinhança, desde que o local oferecesse boas condições para a reunião da assembleia. Após a construção do Edifício Manairama, em 1968, e por iniciativa dos proprietários da empresa construtora, que obtiveram permissão do então Arcebispo Metropolitano, Dom Nivaldo Monte, o Pe. Pio Hensgens ficou encarregado da celebração dominical, que se realizava na garagem do condomínio.

Com as delimitações da Paróquia em 1981, após o momento em que foi governada conjuntamente à Paróquia de Nossa Senhora da Apresentação, a região passou a integrar a Paróquia de Nossa Senhora das Graças & Santa Teresinha, sob pastoreio do Pe. Lucas Batista Neto, que manteve as missas e atividades pastorais desenvolvidas por aquela gente.

Desde então, a construção de uma Capela tornou-se o objetivo da comunidade. 

Por isso, foi instituída uma comissão para guiar os trabalhos de construção da Capela, que contou com a colaboração financeira de boa parte da comunidade para aquisição do terreno, do material e contratação do pessoal para erguer o Templo.

Finalmente, aos 30 de Abril de 1993, uma procissão que levava a imagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, de Santa Luzia, a Santa Cruz e o Sacrário saiu da Igreja Matriz de Santa Teresinha rumo à Capela, que foi inaugurada solenemente no dia seguinte, 1º de Maio, dia de São José Operário, pelo então pároco Mons. Lucas Batista Neto.